terça-feira, 2 de agosto de 2016

Lava Jato cumpre mandados de busca e condução coercitiva em PE

(G1PE)                        (Foto: Aldo Carneiro/ Pernambuco Press)
A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (2), a 33ª etapa da Operação Lava Jato. Em Pernambuco, a ação, denominada ‘Resta Um’, teve como objetivo o cumprimento de um mandado de busca e apreensão e um de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para prestar depoimento e, em seguida, é liberada. O nome do envolvido, que já chegou à sede da da PF, no Centro do Recife, ainda não foi informado.

O principal alvo dessa etapa da Lava Jato é a construtora Queiroz Galvão. A investigação tem como objetivo apurar ilegalidades na construção da Refinaria Abreu e Lima, no Complexo de Suape, no Grande Recife.
Ao todo, a PF cumpre 32 mandados no país. Além de Pernambuco, houve ações em São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Goiás e Minas Gerais. O ex-presidente da construtora, Ildefonso Colares Filho, e o ex-diretor Othon Zanoide de Moraes Filho foram presos preventivamente no Rio de Janeiro.
Não há prazo para que sejam liberados. Há ainda um mandado de prisão temporária (por cinco dias) para Marcos Pereira Reis, ligado ao consórcio Quip. Segundo a PF, ele está no exterior.
As investigações foram deflagradas para apurar suspeitas de formação de cartel com outras empreiteiras. O grupo teria fraudado licitações da Petrobras, gerando prejuízos ao erário público e gerando lucros a empresas privadas.
A propina teria sido paga a funcionários do alto escalão da estatal, em valores que já se aproximam a R$ 10 milhões. Além de Suape, haveria relação com contratos da empreiteira no Complexo Petroquímico do Rio, Refinaria Vale do Paraíba, Refinaria Landulpho Alves e Refinaria Duque de Caxias. (Leia matéria completa:http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2016/08/lava-jato-cumpre-mandados-de-busca-e-conducao-coercitiva-em-pe.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial