quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Senado começa hoje a julgar fase final do impeachment de Dilma

(UOL)                      (FOTO: Andressa Anholete/AFP
Quase dez meses depois da aceitação do processo de impeachment pelo então presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e pouco mais de três meses após ter sido afastada do cargo com o início do processo de impeachment no Senado, a presidente Dilma Rousseff começa a enfrentar nesta quinta-feira (25) a fase final do processo, que deve se prolongar até a semana que vem.

Após o afastamento da petista, o Senado criou uma comissão especial para ouvir testemunhas no caso. Encerrados os trabalhos da comissão -- marcada por discussões acaloradas entre defensores e críticos de Dilma --, os senadores votaram por tornar Dilma ré no processo no último dia 10 de agosto.
E, agora, começa hoje a primeira das sessões da última etapa do julgamento, quando serão ouvidas novamente testemunhas e a própria presidente irá ao Senado apresentar sua defesa na próxima segunda-feira (29). Nesses três meses desde o seu afastamento do cargo, Dilma viajou para algumas capitais, onde participou de atos contra o impeachment, encontrou-se com senadores aliados, concedeu algumas entrevistas e leu uma carta ao Senado pedindo para que seja absolvida.
O desfecho do impeachment ainda não tem data exata definida, mas o resultado deve ser conhecido na próxima terça-feira (30) ou quarta-feira (31). É quando os 81 senadores deverão votar para condenar ou absolver Dilma. Se Dilma, que foi derrotada nas duas votações anteriores no Senado e em uma na Câmara, conseguir impedir os 54 votos favoráveis ao impeachment, é absolvida e volta ao cargo. Mas, se ao menos 54 senadores votarem contra ela, dará adeus à Presidência.
UOL vai transmitir ao vivo todas as sessões do impeachment, marcadas para começar sempre às 9h, e previstas para esta quinta, sexta (26), segunda (29) e terça (30). (LINK DA POSTAGEM:http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2016/08/25/senado-comeca-a-decidir-hoje-impeachment-de-dilma.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário