domingo, 11 de setembro de 2016

Padre é flagrado por câmera masturbando andarilho em Montes Claros

(R7)                               
(REPRODUÇÃO:  Google Street View /
Um padre foi levado para a delegacia ao ser flagrado masturbando um andarilho no centro de Montes Claros, na região norte de Minas Gerais. A ação foi registrada pelas câmeras de segurança do Olho Vivo da cidade na madrugada desta segunda-feira (1º).
Após a Polícia Militar visualizar os homens na filmagem, os policiais foram até a rua São Francisco e localizaram Alex Sandro Santos Leal, de 38 anos. O pároco estava em um carro vermelho, modelo Gol, que pertence à Associação de Apoio a Criança e Adolescente (AAPAC) do município.
O andarilho de 25 anos confirmou a relação sexual com o homem. Aos militares, o jovem disse que receberia R$50 pelo ato.
Alex Sandro foi encaminhado para a delegacia, mas já foi liberado. O jovem também prestou esclarecimentos aos militares.
O padre é responsável pela Paróquia São José Operário. Em nota a Arquidiocese de Montes Claros lamentou o ocorrido e informou que o caso será averiguado. O comunicado não esclarece se o padre será punido. Em relação ao carro da AAPAC, disse que o veículo está cedido a comunidade Paroquial de São José Operário, já que a instituição oferece suporte aos trabalhos sociais da igreja. (Um padre foi levado para a delegacia ao ser flagrado masturbando um andarilho no centro de Montes Claros, na região norte de Minas Gerais. A ação foi registrada pelas câmeras de segurança do Olho Vivo da cidade na madrugada desta segunda-feira (1º).
Após a Polícia Militar visualizar os homens na filmagem, os policiais foram até a rua São Francisco e localizaram Alex Sandro Santos Leal, de 38 anos. O pároco estava em um carro vermelho, modelo Gol, que pertence à Associação de Apoio a Criança e Adolescente (AAPAC) do município.
O andarilho de 25 anos confirmou a relação sexual com o homem. Aos militares, o jovem disse que receberia R$50 pelo ato.
Alex Sandro foi encaminhado para a delegacia, mas já foi liberado. O jovem também prestou esclarecimentos aos militares.
O padre é responsável pela Paróquia São José Operário. Em nota a Arquidiocese de Montes Claros lamentou o ocorrido e informou que o caso será averiguado. O comunicado não esclarece se o padre será punido. Em relação ao carro da AAPAC, disse que o veículo está cedido a comunidade Paroquial de São José Operário, já que a instituição oferece suporte aos trabalhos sociais da igreja.   (Leia mais notícias no R7 MG)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial