segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Michel Temer faz retaliação contra o povo da PB, diz deputado

FONTE: (PB AGORA)
“Quando um governador pede uma audiência com o presidente da República ele não o faz para tratar de interesses pessoais, mas do Estado e que quando esse encontro é negado essa negativa não diz respeito apenas ao chefe do Executivo Estadual, mas ao povo que ele representa, portanto, essa dificuldade do governador Ricardo Coutinho se encontrar com o presidente só comprova o boicote deste governo golpistacontra a Paraíba e os paraibanos”, desabafou o deputado Jeová Campos (PSB). O parlamentar se refere à atitude do Palácio do Planalto em ter apresentado dificuldades em agendar uma audiência entre o governador Ricardo Coutinho (PSB) e o presidente Michel Temer (PMDB).

“É lamentável essa atitude do presidente para com a Paraíba. Essa postura nada tem a ver com a de um chefe de Estado. Ela é reprovável, mesquinha e perseguidora, já que Ricardo se manteve firme na defesa da democracia e do estado democrático de direito durante todo o curso do golpe que foi orquestrado pelo atual governante”, disse Jeová. “Independente de qualquer posicionamento, Ricardo Coutinho é o governador da Paraíba e representa o povo paraibano e pediu essa audiência justamente para debater questões importantes para o nosso Estado e por causa dessa visão míope e perseguidora os pleitos da Paraíba simplesmente foram desprezados”, afirmou Jeová.

O deputado lembrou ainda que essa não é a primeira vez que o governo golpista trata a Paraíba com desdém e boicota seu desenvolvimento. “Um dos primeiros atos de Temer após assumir a Presidência, através de um golpe, foi retirar das contas do Estado R$ 18 milhões que eram destinados para a obra do Viaduto do Geisel, depois travou o empréstimo do Governo da Paraíba com o Banco do Brasil, também bloqueou a liberação dos recursos para o funcionamento do Cooperar, depois retirou do Estado a autonomia de gerenciar os recursos destinados às obras de combate à seca, já reduziu os recursos para o Exército no tocante aos carros-pipa e agora se recusa a receber o governador”, elencou Jeová.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial