domingo, 8 de janeiro de 2017

Casa Branca considera real risco de colisão de um asteroide com a Terra

(Diário de pernambuco)                                                                  

O governo dos Estados Unidos considera real o risco de colisão de um asteroide com a Terra. De acordo com informações do jornal do Reino Unido, The Sun, a casa Branca, inclusive, elaborou e divulgou um plano estratégico para lidar com um evento desse tipo. O documento “National Near-Earth Object Preparedness Strategy” ressalta que é improvável um impacto que ameace a vida na Terra nos próximos séculos, porém, o risco de impactos menores com dimensões catastróficas é real.

Esse é o primeiro plano oficial realizado pelo governo dos Estados Unidos 
para lidar com objetos espaciais próximos ao nosso planeta. Dados do Departamento de Defesa dos Estados Unidos mostram que, entre 1994 e 2013, 556 asteroides de pequenas proporções, com diâmetro entre um e 50 metros, penetraram a superfície terrestre.

O asteroide de maior proporção a cair recentemente na Terra atingiu a superfície em 2013, na cidade de Chelyabinsk, na Rússia. Com 20 metros de diâmetro, liberou uma energia mais de 20 vezes maior que a liberada pelas primeiras bombas atômicas criadas. Também na Rússia, na cidade de Tunguska, um asteroide com 40 metros de diâmetros destruiu dois mil quilômetros quadrados de floresta. E, estimativas do governo dos EUA aponta que há cerca de 10 milhões de objetos nessas proporções
 próximos ao planeta Terra. “Um evento similar em uma área metropolitana poderia resultar em milhões de feridos e mortos”, diz o documento.

Por lei, a NASA é obrigada a identificar todos os asteroides com mais e 140 metros de diâmetro que ameaçam colidir com a Terra. Com essas proporções, eles tem potencial de destruição maior que a mais poderosa das armas nucleares já testadas.
FONTE: http://curiosamente.diariodepernambuco.com.br/project/casa-branca-considera-real-risco-de-colisao-de-asteroide-com-terra/

Nenhum comentário:

Postar um comentário