quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Delegado aparece em imagens de espancamento de agente penitenciário em Afogados da Ingazeira

Fonte: (portal FolhaPE)

                                      Foto: Divulgação
O delegado José Renato Gayão de Oliveira, da Delegacia de Polícia de Homicídios de Arcoverde, no Sertão de Pernambuco, aparece nas imagens que mostram o espancamento do agente penitenciário Charles Souza Santos, de 41 anos, ocorrido no último sábado (21), em um encontro de motociclistas, em Afogados da Ingazeira, no Sertão do Pajeú. A informação foi confirmada, na tarde desta quarta-feira (25), pelo diretor de Polícia Metropolitana, Joselito Kehrle do Amaral, durante coletiva de imprensa.

>> Imagens fortes mostram agressão que levou à morte agente penitenciário em Afogados da Ingazeira

Segundo o delegado Joselito Kehrle do Amaral, a Polícia Civil trabalha com a hipótese de homicídio. "Estamos tratando como homicídio. Antes dele ser agredido, houve uma discussão por um motivo fútil, que não vem ao caso. O próprio delegado assumiu que estava com o grupo no local e todos devem ser responsabilizados na medida de sua culpabilidade", comentou Kehrle. Renato Gayão será ouvido, na tarde desta quarta, na Delegacia de Afogados da Ingazeira. 

O delegado Germano Souza, que comanda as investigações, informou que, até o momento, fez a ouvida de sete pessoas, entre testemunhas e suspeitos. "Já ouvi sete pessoas, mas ainda não posso atestar a motivação e o envolvimento de cada um. Ainda não posso concluir se atiraram na vítima ou se a arma disparou sozinha na hora do espancamento", comentou o delegado.                    (veja as imagens)

Procurado pela reportagem, o delegado Renato Gayão não atendeu às ligações. No entanto, uma nota que seria da autoria do delegado circula nas redes sociais. Nela, o delegado diz que "estava no evento, assim como o agente penitenciário, que também era membro de um motoclube". 

Gayão cita que "(o agente) se envolveu em uma briga na fila do banheiro e foi agredido por membros do motoclube que ele fazia parte e por pessoas de outro motoclube que estavam na fila. Ao tentar sacar a arma, o (agente) desferiu um disparo contra a própria perna". Em sua defesa, o delegado afirmou que "chegou pouco depois, evacuou o local e acionou uma guarnição". 

Charles ainda foi socorrido, por uma ambulância, para o Hospital de Afogados da Ingazeira. Após quatro horas na unidade de saúde, ele foi transferido para uma unidade de saúde em Serra Talhada. Ele sofreu três paradas cardíacas e perdeu bastante sangue. A lesão atingiu a veia femoral e ele não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu na manhã da última terça-feira (24), por volta das 9h.

O agente, que morava em São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife, deixa a esposa e dois filhos - uma menina de 18 anos e um menino de 12. Ele trabalhava como agente penitenciário desde 2012 e, atualmente, estava lotado no Presídio de Limoeiro. As imagens das câmeras de segurança foram disponibilizadas pelo Sindicato dos Agentes Penitenciários e estão sendo analisadas pela polícia. 

Confusão

Em janeiro de 2016, Renato Gayão chegou a ser detido em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, por dirigir sob efeito de álcool. Segundo os militares, o delegado se negou a fazer o teste do bafômetro. Na época, ele foi autuado em flagrante por embriaguez e liberado após pagamento de fiança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial